Estágio e trainee: entenda as principais diferenças

3 minutos para ler

Apesar do programa de trainee ser cada vez mais popular, muitas pessoas ainda o confundem com o estágio. A diferença entre eles, no entanto, é bem considerável…

A dúvida também pode surgir na cabeça dos jovens que pretendem começar a carreira profissional, tornando essa etapa um pouco mais confusa.

Os dois programas ajudam na contratação de jovens universitários que pretendem ingressar no mercado de trabalho e iniciar uma carreira de sucesso. Porém, contam com diferentes características e é importante conhecê-las para identificar qual se encaixa melhor em seu perfil.

O que é o programa de estágio? 

O programa de estágio é destinado aos jovens que ainda estão cursando a graduação, com o intuito de dar a eles uma oportunidade de colocar em prática o conhecimento adquirido na faculdade.

O contrato deve seguir as regras da Lei de Estágio, que contam com 6 horas diárias de trabalho (30 horas semanais) e o direito a férias de 30 dias. Se o contrato se estender por mais de um ano, ele não configura vínculo empregatício, portanto não conta com carteira assinada e nem direitos trabalhistas. Perante a lei, o estágio só pode ter duração de no máximo 2 anos.

A empresa deve disponibilizar um profissional que vai supervisionar ou demandar tarefas ao estagiário. Portanto, não se preocupe se não tiver nenhuma experiência profissional, é muito comum que as empresas ofereçam treinamentos na área que será ocupada.

O que é o programa de trainee?

Você pretende ocupar cargos de gestão no futuro? Este pode ser um bom começo!

O programa de trainee é destinado a jovens recém-formados ou que estão cursando o último ano da graduação e a contratação segue a regulamentação da CLT, portanto, tem todos os direitos trabalhistas que a carteira assinada proporciona: conta com 8 horas de trabalho por dia, dá direito a férias de 30 dias, 13º e FGTS.

Vagas de trainee geralmente são disponibilizadas por grandes empresas e multinacionais. Normalmente, o profissional que ocupa o cargo passa por diferentes áreas e setores de uma mesma empresa para compreender com mais profundidade o seu funcionamento e elaborar vários tipos de tarefas.

O período de contrato pode durar de 6 meses a 4 anos.

Como escolher a melhor opção?

Durante a escolha de um dos formatos, existem alguns pontos que podem ser levados em consideração, como os objetivos dentro da empresa e a carga horária de trabalho.

Se você se sente mais maduro, pronto para ocupar um cargo com muita demanda e de grande gestão, o trainee é a melhor opção. Mas se o seu interesse for adquirir mais experiência dentro da sua área, cumprindo tarefas em equipe, tendo mais disponibilidade de tempo para se dedicar aos estudos, o estágio é sua melhor opção.

O importante durante a decisão entre estágio e trainee é avaliar atenciosamente em qual dos dois suas habilidades, competências e características se encaixam, e em qual etapa da sua graduação você está. Entretanto, em ambos os casos, um currículo com boas qualificações conta muito! Por isso, invista em cursos de idiomas e especialização na sua área para concorrer à vaga tão desejada.

Suas dúvidas foram esclarecidas sobre as divergências entre os dois formatos de trabalho? Esperamos que sim. Compartilhe o post com seus amigos nas redes sociais e ajude-os a entender mais sobre o tema.

Posts relacionados

Deixe um comentário