4 tendências de R&S para fortalecer o seu employer branding

4 minutos para ler

Já passou o tempo em que as empresas tratavam os candidatos de qualquer maneira no recrutamento e ficava por isso mesmo. No cenário atual, é preciso estar atento e dominar novas habilidades e ferramentas que continuam surgindo a cada ano para cativar e engajar os melhores candidatos do mercado.

Por isso, o universo do RH está se modificando a cada dia mais para se adaptar às tendências de R&S.

Como assim engajar o candidato? 

Todo candidato é um possível cliente e consequentemente alguém que pode avaliar a empresa de forma positiva ou negativa. Ou seja, criar estratégias para gerar uma boa experiência para os candidatos pode fortalecer o seu employer branding.

Uma das grandes tendências dos próximos anos é a valorização da experiência do candidato nas empresas, já que impacta diretamente nas estratégias da marca empregadora e na busca por top talents. Então, sem mais delongas, vamos às 4 tendências:

  1. Experiência do candidato personalizada

A personalização pode ser desenvolvida com o uso de inteligências artificiais como machine learning, e o processamento de linguagem natural, que facilitam e melhoram a correspondência de vagas e aumentando o engajamento dos candidatos já na página de carreiras.

O uso de chatbots também é outra maneira de ajudar os candidatos a ter uma jornada mais personalizada. A interação com um assistente pessoal fornece as informações exatas no momento em que estão procurando. Essa tendência impacta nas estratégias da marca empregadora e na retenção de talentos, dando a eles um processo diferenciado.

Então, quanto antes você entender que ter um R&S cativante impacta na formação da identidade da sua marca, melhor para a sua empresa. 

  1. Recrutamento Ágil

Já há algum tempo empresas têm adotado a metodologia Ágil no recrutamento e seleção de novos talentos.

Criada e desenvolvida na área de TI, a metodologia Ágil é considerada uma filosofia que busca reunir e aplicar práticas eficazes para que a equipe realize uma entrega de alta qualidade e otimizada. 

O recrutamento ágil trabalha muito com a inclusão dos outros times da empresa no processo de R&S. Trata-se do uso da inteligência coletiva gerando o compartilhamento da responsabilidade sobre a contratação. 

Consequentemente, tem-se um processo mais suave de adaptação (onboarding) do novo colaborador.

  1. People analytics e recrutamento data-driven 

O RH de sucesso remete à figura de uma ilha cercada de dados por todos os lados. E é isso que os métodos de People Analytics e Data-driven fornecem. 

A partir deles, empresa e recrutador entendem o que procurar em uma pessoa para determinado cargo e como identificar suas competências.

São métodos que vieram para encerrar o achismo e conquistar tomadas de decisão mais assertivas e satisfatórias. 

  1. Marketing de recrutamento

O marketing de recrutamento parte do princípio de que não basta apenas divulgar oportunidades em aberto, mas destacar os diferenciais de sua marca, usando técnicas do marketing digital para atrair e engajar candidatos.

Profissionais qualificados estão se tornando cada vez mais exigentes em relação à cultura, valores, propósito e reputação das empresas nas quais gostariam de trabalhar. 

Então, o marketing de recrutamento chegou para suprir essa busca por informações.

Conclusão 

Os processos seletivos mudam constantemente e, para acompanhar, as equipes de R&S precisam sempre se adaptar. O cenário é cada vez mais competitivo, e o RH é cada vez mais estratégico para as empresas. 

Então, se atente ao processo que a sua empresa usa e busque trazê-lo para as tendências do mercado. Assim, vocês serão referência no employer branding!

Posts relacionados

Deixe um comentário